Stalker: o perigo da perseguição

Autores

  • Lisieux Elaine de Borba Telles Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal, Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4105-5924
  • Thiago Henrique Roza Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Departamento de Psiquiatria, Serviço de Psiquiatria de Adições e Forense, Porto Alegre, RS

DOI:

https://doi.org/10.25118/issn.2965-1832.2024.1253

Palavras-chave:

stalker, mania de perseguição, perseguição

Resumo

Stalker é o termo utilizado para denominar pessoas que possuem um comportamento de perseguição. Esta é uma prática antiga que ficou conhecida na década de 80 e referia-se a perseguidores de artistas. Com o surgimento das redes sociais, esse ato tornou-se mais popular e atualmente qualquer pessoa pode ser vítima de um stalker. A curiosidade nas redes sociais é uma prática normal, mas quando o seguir passa dos limites pode se tornar um grande problema. O stalking é considerado uma prática abusiva e é considerado crime no Brasil de acordo com a Lei 14.132/2021 - crime de perseguição: a perturbação à liberdade ou privacidade da vítima.

Biografia do Autor

Lisieux Elaine de Borba Telles, Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal, Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil

Thiago Henrique Roza, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Departamento de Psiquiatria, Serviço de Psiquiatria de Adições e Forense, Porto Alegre, RS

Downloads

Publicado

28-05-2024

Como Citar

1.
Telles LE de B, Roza TH. Stalker: o perigo da perseguição. PABP [Internet]. 28º de maio de 2024 [citado 24º de junho de 2024];. Disponível em: https://revistardp.org.br/abp/article/view/1253

Edição

Seção

ABP TV: programas completos

Categorias

Plaudit

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)