Violência contra a mulher

Autores

  • Alcina Juliana Soares Barros Vice-coordenadora do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Psiquiatra forense pela ABP e UFSCPA, doutora em Psiquiatria pela UFRGS, Médica Psiquiatra Judiciária do TJRS, membro da American Academy of Psychiatry and the Law https://orcid.org/0000-0001-7936-0137
  • Alexandre Martins Valença Médico psiquiatra, Especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, Pós-Doutor em Fisiologia da Respiração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, vice-coordenador do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP https://orcid.org/0000-0002-5744-2112
  • Antônio Geraldo da Silva Médico psiquiatra, Especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, Membro do Comitê Permanente de Sessões Científicas na Associação Mundial de Psiquiatria – WPA. Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Presidente da ABP https://orcid.org/0000-0003-3423-7076
  • Lisieux Elaine de Borba Telles Coordenadora do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Professora do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da UFRGS. Docente de la Maestría en Psiquiatría Forense de la UNLP. Diretora Científica, de Ensino e Pesquisa do Instituto Psiquiátrico Forense Maurício Cardoso https://orcid.org/0000-0003-4105-5924

DOI:

https://doi.org/10.25118/issn.2965-1832.2022.568

Palavras-chave:

violência, mulher, COVID-19

Resumo

Embora seja cada vez mais debatida pela mídia, ONGs, instituições, espaços públicos e outros, a violência contra a mulher ainda é uma triste realidade que assola não só o nosso país, como todo o mundo.

Segundo a Organização das Nações Unidas, pelo menos um terço das mulheres já sofreram com algum tipo de violência. Com a pandemia da Covid-19 e o isolamento social imposto pelas medidas sanitárias, este número ficou ainda mais preocupante.

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com o Datafolha, apontou que 1 em cada 4 mulheres brasileiras acima de 16 anos, ou seja, cerca de 17 milhões de mulheres, afirmaram ter sofrido alguma forma de violência durante a pandemia. Ainda, 5 em cada 10 brasileiros apontaram ter presenciado algum tipo de violência contra a mulher no seu bairro ou comunidade.

Como os diferentes tipos de violência impactam na saúde mental da vítima? E na família? Qual tratamento deve ser dado a essas mulheres? Essas e outras perguntas serão respondidas no ABP TV especial Dia da Mulher.

Biografia do Autor

Alcina Juliana Soares Barros, Vice-coordenadora do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Psiquiatra forense pela ABP e UFSCPA, doutora em Psiquiatria pela UFRGS, Médica Psiquiatra Judiciária do TJRS, membro da American Academy of Psychiatry and the Law

Alexandre Martins Valença, Médico psiquiatra, Especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, Pós-Doutor em Fisiologia da Respiração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, vice-coordenador do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP

Antônio Geraldo da Silva, Médico psiquiatra, Especialista em Psiquiatria Forense pela AMB/ABP, Membro do Comitê Permanente de Sessões Científicas na Associação Mundial de Psiquiatria – WPA. Doutor pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Presidente da ABP

Lisieux Elaine de Borba Telles, Coordenadora do Departamento de Psiquiatria Forense da ABP. Professora do Departamento de Psiquiatria e Medicina Legal da UFRGS. Docente de la Maestría en Psiquiatría Forense de la UNLP. Diretora Científica, de Ensino e Pesquisa do Instituto Psiquiátrico Forense Maurício Cardoso

Downloads

Publicado

08-03-2022

Como Citar

1.
Barros AJS, Valença AM, Silva AG da, Telles LE de B. Violência contra a mulher. PABP [Internet]. 8º de março de 2022 [citado 13º de julho de 2024];9. Disponível em: https://revistardp.org.br/abp/article/view/568

Edição

Seção

ABP TV: programas completos

Categorias

Plaudit

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 5 6 > >>