Perfil geográfico, temporal, epidemiológico e toxicológico das vítimas idosas de suicídio no Rio Grande do Sul, Brasil, entre 2017 e 2019

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25118/2763-9037.2021.v11.205

Palavras-chave:

suicídio, idoso, epidemiologia

Resumo

Introdução: O suicídio de idosos (pessoas com 60 anos ou mais) é um grave problema de saúde pública. Objetivo: Apresentar o perfil geográfico, temporal, epidemiológico e toxicológico das vítimas idosas de suicídio no estado do Rio Grande do Sul, Brasil, entre 2017 e 2019. Método: Estudo descritivo e transversal a partir de consulta a todas ocorrências policiais e laudos periciais relacionados aos óbitos por suicídio e construção de três modelos de regressão logística para a verificação de associações. Resultados: Ao total, foram registrados 1145 óbitos de idosos por suicídio, com aumento de 17,7% de 2017 para 2019. Os idosos corresponderam a 28,5% de todos os suicídios do período, com maior frequência de casos (53,7%) entre 60 e 69 anos. A taxa média anual de mortalidade foi 19,1 casos/100 mil habitantes, chegando a 38,6 na região Vale do Rio Pardo e a 71,6 no município de Venâncio Aires. Houve predomínio do sexo masculino (81,0%) e os idosos mostraram-se mais associados às estações do ano verão ou outono, aos dias úteis, ao período do dia, à raça branca, à presença parental na certidão de nascimento, à ausência de antecedentes criminais e aos meios suicidas enforcamento ou arma de fogo. Análises toxicológicas foram realizadas em 73,7% dos casos, observando-se uma razão de chances 2,58 vezes maior (IC95% 1,86;3,65) de as vítimas serem idosas quando os resultados eram negativos para etanol; 1,40 vezes maior (IC95% 1,04;1,88), quando eram positivos para algum antidepressivo e 1,62 vezes maior (IC95% 1,14;2,34), quando eram negativos para ansiolíticos. Conclusão: Esse trabalho apresentou dados que podem direcionar programas de prevenção do suicídio entre idosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Zhong BL, Chiu HF, Conwell YC. J Affect Disord. 2016;206:273-9. https://doi.org/10.1016/j.jad.2016.09.003

Brasil. Ministério da Saúde. Perfil epidemiológico das tentativas e óbitos por suicídio no Brasil e a rede de atenção à saúde. Bol. Epidem. 2017;48(30). https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2017/setembro/21/2017-025-Perfil-epidemiologico-das-tentativas-e-obitos-por-suicidio-no-Brasil-e-a-rede-de-aten--ao-a-sa--de.pdf

Almeida BLS, Lorentz M, Bertoldo LTM. Aspectos psicossociais do suicídio em idosos e percepções de sobreviventes. Rev. Psicol. IMED. 2018;10(1):21-36. http://dx.doi.org/10.18256/2175-5027.2018.v10i1.2260.

Rio Grande do Sul. Centro Estadual de Vigilância em Saúde. Bol. Vig. Suicídio. 2018;1(1). https://www.cevs.rs.gov.br/upload/arquivos/201809/05162957-boletim-de-vigilancia-epidemiologica-de-suicidio-n1-2018.pdf

Colombo-Souza P, Tranchitella FB, Ribeiro AP, Juliano Y, Novo NF. Suicide mortality in the city of São Paulo: epidemiological characteristics and their social factors in a temporal trend between 2000 and 2017. Retrospective study. Sao Paulo Med J. 2020;138(3):253-8. https://doi.org/10.1590/1516-3180.2019.0539.R1.05032020

Malta DC, Soares Filho AM, Pinto IV, Minayo MCS, Lima CM, Machado IE, Teixeira RA, Morais Neto, OL, Ladeira RM, Merchan-Hamann E, Souza MFM, Vasconcelos CH, Vidotti CCF, Cousin E, Glenn S, Bisignano C, Chew A, Ribeiro AL, Naghavi M. Association between firearms and mortality in Brazil, 1990 to 2017: a global burden of disease Brazil study. Popul. Health Metr. 2020;18(S1):19. https://doi.org/10.1186/s12963-020-00222-3

Palma DCA, Santos ES, Ignotti E. Análise dos padrões espaciais e caracterização dos suicídios no Brasil entre 1990 e 2015. Cad. Saúde Pública 2020;36(4):e00092819. https://doi.org/10.1590/0102-311X00092819

Silva JVS, Santos Júnior CJ, Oliveira KCPN. Suicídio em idosos: índice e taxa de mortalidade nas capitais brasileiras no período de 2001 a 2015. Medicina (Ribeirão Preto). https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v53i3p215-222

Sousa NTB, Teixeira LOO, Vedana KGG, Miasso AI. Preditores de recorrência de lesões autoprovocadas e de óbitos por suicídio em um estado brasileiro. Res. Soc. Dev. 2021;10(2):e4110212142. http://dx.doi.org/10.33448/rsd-v10i2.12142

Santos EGO, Oliveira YOMC, Azevedo UN, Nunes ADS, Amador AE, Barbosa IR. Análise espaço-temporal da mortalidade por suicídio em idosos no Brasil. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol. 2017;20(6):854-65. https://doi.org/10.1590/1981-22562017020.170115

Rio Grande do Sul. Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Cenário Demográfico: Rio Grande do Sul e Brasil. Nota técnica. 2019;3. https://dee.rs.gov.br/upload/arquivos/202003/03181234-nt-cenario-demografico.pdf

Conte M, Cruz CW, Silva CG, Castilhos NRM, Nicolella ADR. Encontros ou desencontros: histórias de idosos que tentaram suicídio e a rede de atenção integral em Porto Alegre/RS, Brasil. Ciênc. Saúde Colet. 2015;20(6):1741-9. https://doi.org/10.1590/1413-81232015206.02452015

Santos CB. Mortalidade por suicídio em idosos no estado do Rio Grande do Sul e no município de Porto Alegre, 2001-2015 [trabalho de conclusão]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2018. https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/178279/001065428.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Cabral DVS, Pendloski J. Mortalidade por suicídio em idosos: uma análise do perfil epidemiológico no sul do Brasil. Uningá Rev. 2016;47(2):19-24. http://revista.uninga.br/index.php/uninga/article/view/1274

Coelho HT, Benito LAO. Suicídio de idosos no Brasil: 1996-2017. Revisa. 2020;9(3):405-18. http://revistafacesa.senaaires.com.br/index.php/revisa/article/view/571

Franck MC, Limberger RP. Estudo epidemiológico, geográfico e multivariado dos casos de suicídio no Rio Grande do Sul, Brasil, entre 2017 e 2019. BJFS. 2020;9(4):419-39.

Franck MC, Monteiro MG, Limberger RP. Perfil toxicológico dos suicídios no Rio Grande do Sul, Brasil, 2017 a 2019. Rev Panam Salud Publica. 2021;45:e28. https://doi.org/10.26633/RPSP.2021.28

Sousa GS, Silva RM, Figueiredo AEB, Minayo MCS, Vieira LJES. Circunstâncias que envolvem o suicídio de pessoas idosas. Interface (Botucatu). 2014;18(49):1-14. https://doi.org/10.1590/1807-57622013.0241

Rio Grande de Sul. Decreto nº 40.349, de 11 de outubro de 2000. Estabelece uma divisão territorial como referência para as estruturas administrativas regionais dos órgãos do Poder Executivo. http://www.al.rs.gov.br/legis/M010/M0100099.ASP?Hid_Tipo=TEXTO&Hid_TodasNormas=1036&hTexto=&Hid_IDNorma=1036 - http://www.al.rs.gov.br/legis/M010/M0100018.asp?Hid_IdNorma=3517&CmdOperacao=VISUALIZAR%20TEXTO%20COM%20LINKS&TxtVem_de_Outra=S

Rio Grande do Sul. Decreto nº 40.623, de 12 de fevereiro de 2001. Estabelece nova divisão territorial para o Instituto-Geral de Perícias. http://www.al.rs.gov.br/legis/M010/M0100099.ASP?Hid_Tipo=TEXTO&Hid_TodasNormas=2107&hTexto=&Hid_IDNorma=2107

Rio Grande do Sul. Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Portal Demográfico do Departamento de Economia e Estatística [internet]. [acesso 21/04/2021]. http://visualiza.dee.planejamento.rs.gov.br/populacao/

Rio Grande do Sul. Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Atlas Socioeconômico Rio Grande do Sul [internet]. [acesso 21/04/2021]. https://atlassocioeconomico.rs.gov.br

Alves VM, Maia ACCO, Nardi AE. Suicide among elderly: a systematic review. Medical Express. 2014;1(1):9-13. https://doi.org/10.5935/MedicalExpress.2014.01.03

Conejero I, Olié E, Courtet P, Calati R. Suicide in older adults: current perspectives. Clin Interv Aging. 2018;13:691–9. https://doi.org/10.2147/CIA.S130670

Santos EDGM, Rodrigues GOL, Santos LM, Alves MES, Araújo LF, Santos JVO. Suicídio entre idosos no Brasil: uma revisão de literatura dos últimos 10 anos. Psicol. Conoc. Soc. 2019;9(1):258-82. http://dx.doi.org/10.26864/pcs.v9.n1.12

Bandeira MD. Envelhecimento populacional e mortalidade de idosos no Rio Grande do Sul. Carta de Conjuntura FEE. 2018;27(3) http://carta.fee.tche.br/article/envelhecimento-populacional-e-mortalidade-de-idosos-no-rio-grande-do-sul/

Vidual ML, Galdeano VB. Tendência de suicídio na população idosa do estado do Paraná, da região noroeste e da cidade de Maringá: uma análise crítica [trabalho de conclusão]. Maringá (PR): Universidade Cesumar; 2020. https://rdu.unicesumar.edu.br/bitstream/123456789/7820/1/VIDUAL%2C%20Matheus%20Lazarino%3B%20GALDEANO%2C%20Vin%C3%ADcius%20Beithum.pdf

World Health Organization. Suicide mortality rate (per 100 000 population) among older people [internet]. [acesso 06/04/2021]. https://www.who.int/data/maternal-newborn-child-adolescent-ageing/indicator-explorer-new/mca/suicide-mortality-rate-(per-100-000-population)-among-older-people

Yu J, Yang D, Kim Y, Hashizume M, Gasparrini A, Armstrong B, Honda Y, Tobias A, Sera F, Vicedo-Cabrera AM, Kim H, Íñiguez C, Lavigne E, Ragettli MS, Scovronick N, Acquaotta F, Chen B, Guo YL, Coelho MSZS, Saldiva P, Zanobetti A, Schwartz J, Bell ML, Diaz M, Cruz Valencia C, Holobâcă I, Fratianni S, Chung Y. Seasonality of suicide: a multi-country multi-community observational study. Epidemiol Psychiatr Sci. 2020;29(e163):1–10. https://doi.org/10.1017/S2045796020000748

Minayo MCS, Cavalcante FG, Mangas RMN, Souza JRA. Autópsias psicológicas sobre suicídio de idosos no Rio de Janeiro. Ciênc. Saúde Colet. 2012;17(10):2773-81. https://doi.org/10.1590/S1413-81232012001000025

Adinkrah M. Characteristics of elderly suicides in Ghana. OMEGA. Journal of Death and Dying. 2020;82(1):1–22. https://doi.org/10.1177/0030222818779527

Carvalho ML, Costa APC, Monteiro CFS, Figueiredo MLF, Rocha SS. Suicídio em idosos: abordagem dos determinantes sociais da saúde no modelo de Dahlgren e Whitehead. Rev Bras Enferm. 2020;73(S3):e20200332. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0332

Silva SPZ, Bocchi SCM. Mensuração do risco de suicídio no idoso com depressão não institucionalizado: revisão integrativa. Rev Bras Enferm. 2020;73(S3):e20200106. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020-0106

Franck MC, Monteiro MG, Limberger RP. Suicide mortality in Rio Grande do Sul, Brazil: a cross-sectional analysis of cases, 2017-2018. Epidemiol. Serv. Saude. 2020;29(2):e2019512. https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200014

Cruz CW. As múltiplas mortes de si: suicídio de idosos no sul do Brasil [tese]. São Leopoldo (RS): Universidade do Vale do Rio dos Sinos; 2014. http://www.repositorio.jesuita.org.br/handle/UNISINOS/3936

Oh ES, Choi JH, Lee JW, Park SY. Predictors of intentional intoxication using decision tree modelling analysis: a retrospective study. Clin Exp Emerg Med. 2018;5(4):230-9. https://doi.org/10.15441/ceem.17.276

Minayo MCS, Cavalcante FG. Suicídio entre pessoas idosas: revisão da literatura. Rev Saúde Pública. 2010;44(4):750-7. https://www.scielo.br/j/rsp/a/JyrrBDbJs9T7r46pPrTrXcq/?lang=pt&format=pdf

Zen NL. Comparativo dos dados de suicídio no Rio Grande do Sul nos sistemas de informação nacionais [trabalho de conclusão]. Porto Alegre (RS): Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2012. https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/67747/000871480.pdf?sequence=1

Stavizk Junior C. Repertórios de ação coletiva e políticas públicas: uma análise a partir da construção da Política de Prevenção ao Suicídio no município de Santa Cruz do Sul (RS) [dissertação]. Santa Cruz do Sul (RS): Universidade de Santa Cruz do Sul; 2021. http://hdl.handle.net/11624/3080

Downloads

Publicado

2021-09-13

Como Citar

1.
Franck MC, Monteiro MG, Limberger RP. Perfil geográfico, temporal, epidemiológico e toxicológico das vítimas idosas de suicídio no Rio Grande do Sul, Brasil, entre 2017 e 2019. Debates em Psiquiatria [Internet]. 13º de setembro de 2021 [citado 8º de dezembro de 2021];11:1-28. Disponível em: https://revistardp.org.br/revista/article/view/205