O que sabemos sobre stalking?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.25118/2763-9037.2021.v11.274

Palavras-chave:

Psiquiatria Forense, Código Penal, Perseguição, Transtornos Mentais, Desordem Mental

Resumo

O termo stalking vem da língua inglesa e deve ser entendido como uma forma de agressão que provoca na vítima a sensação de estar sendo perseguida. A prevalência de vitimização por esse fenômeno na comunidade é de aproximadamente 11%. Sua ocorrência está associada a um alto potencial de comprometimento da qualidade de vida, danos psicológicos e / ou físicos, podendo inclusive atingir o risco de vida e aumentar a chance de a vítima desenvolver transtornos mentais. Alguns agressores atendem a critérios para diagnósticos psiquiátricos, como transtorno de personalidade, transtorno bipolar, depressão e transtorno psicótico, necessitando de atenção e tratamento psiquiátrico adequado. Os psiquiatras têm estado envolvidos neste fenômeno de diferentes formas, tais como: através da avaliação e tratamento de pacientes vítimas de perseguição, através do tratamento de agressores ou como vítimas de perseguição, para a avaliação de responsabilidade penal e avaliação de risco dos agressores , atuar nas demandas judiciais das vítimas, bem como na avaliação da necessidade de violação do segredo profissional. Esta publicação tem como objetivo lançar luz sobre este fenômeno, para que seja melhor identificado, compreendido e abordado, e que num futuro próximo possamos lançar mão de ferramentas eficazes de prevenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

Mester R, Birger M, Margolin J. Stalking. Isr J Psychiatry Relat Sci. 2006;43(2):102-11. https://cdn.doctorsonly.co.il/2011/12/2006_2_6.pdf

Dreßing H, Gass P, Schultz K, Kuehner C: The prevalence and effects of stalking: a replication study. Dtsch Arztebl Int 2020; 117: 347-53. https://doi.org/10.3238/arztebl.2020.0347 - PMid:32657747 - PMCid:PMC7373813

Brasil. Lei 14.132/2021 - Crime de perseguição. http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato20192022/2021/Lei/L14132.htm

Whyte S, Penny C, Christopherson S, Reiss D, Petch E. The stalking of psychiatrists. Int J Forensic Ment Health 2011;10:254-60 - https://doi.org/10.1080/14999013.2011.599097

Rosenfeld B. Recidivism in stalking and obsessional harassment. Law Hum Behav. 2003 Jun;27(3):251-65. https://doi.org/10.1023/A:1023479706822 - PMid:12794963

Rosenfeld, B., & Harmon, R. (2002). Factors Associated with Violence in Stalking and Obsessional Harassment Cases. Criminal Justice and Behavior, 29(6), 671-691. https://doi.org/10.1177/009385402237998

Publicado

2021-12-29

Como Citar

1.
Canto GC do, Valença AM, Silva AG da, Telles B de B, Barros AJS, Telles LE de B. O que sabemos sobre stalking?. Debates em Psiquiatria [Internet]. 29º de dezembro de 2021 [citado 7º de dezembro de 2022];11. Disponível em: https://revistardp.org.br/revista/article/view/274

Plaudit

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >>