O profiling criminal e sua relação com a psicologia e a psiquiatria forense

Autores

  • Alexandre Martins Valença Instituto de Psiquiatria, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil https://orcid.org/0000-0002-5744-2112
  • Milena Ferreira França Alexandre Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco, FCM, UPE, Recife, PE, Brasil https://orcid.org/0000-0002-9214-9739
  • Antônio Geraldo da Silva Pós-doutorando em Medicina Molecular, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil https://orcid.org/0000-0003-3423-7076
  • Lisieux Elaine de Borba Telles Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4105-5924

DOI:

https://doi.org/10.25118/2763-9037.2023.v13.673

Palavras-chave:

Crime, investigação, psiquiatria forense

Resumo

O profiling é um processo de análise criminal que associa as competências do investigador criminal e do especialista em comportamento, como o psicólogo ou psiquiatra forense, contribuindo para investigação de crimes violentos. É possível que o profiling possa se desenvolver como uma ciência forense e ser admitido em cortes judiciais, aumentando a probabilidade de sucesso pericial e a força da perícia em criminologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alexandre Martins Valença, Instituto de Psiquiatria, Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Milena Ferreira França Alexandre, Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco, FCM, UPE, Recife, PE, Brasil

Antônio Geraldo da Silva, Pós-doutorando em Medicina Molecular, Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil

Lisieux Elaine de Borba Telles, Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil

Referências

White JH, Lester D, Gentile M, Rosenbleeth J. The utilization of forensic science and criminal profiling for capturing serial killers. Forensic Sci Int. 2011;209(1-3):160-5. https://doi.org/10.1016/j.forsciint.2011.01.022 - PMID:21333473

Lunde DT. Murder and madness. Paris: San Francisco Book Co.; 1976.

Canter D. Offender profiling and investigative psychology. J Investig Psychol Offender Profiling. 2004;1(1):1-15. https://doi.org/10.1002/jip.7

Soeiro C. Os perfis criminais: contornos e aplicabilidade de uma técnica forense. Ousar Integrar Rev de Reinserção Social e Prova. 2009;(4):1-12.

Douglas JE, Ressler RK, Burgess AW, Hartman CR. Criminal profiling from crime scene analysis. Behav Sci Law. 1986;4(4):401-21. https://doi.org/10.1002/bsl.2370040405

Douglas JE, Burgess AE. Criminal profiling: a viable investigative tool against violent crime. FBI Law Enforc Bull. 1986;55(12):9-13.

Telles LEB, Gauer G. Prefácio. In: Fayet Júnior N, Santos JLT, Cavedon BZ. Do profiling psicológico criminal na identificação de serial killers do gênero feminino. 2. ed. Porto Alegre: Elegantia Juris; 2019.

Canter DV, Alison LJ, Alison E, Wentink N. The organized/disorganized typology of serial murder: myth or model? Psychol Public Policy Law. 2004;10(3):293-320. https://doi.org/10.1037/1076-8971.10.3.293

Petherick W, Brooks N. Reframing criminal profiling: a guide for integrated practice. Psychiatr Psychol Law. 2020;28(5):694-710. https://doi.org/10.1080/13218719.2020.1837030 - PMID:35571594 PMCID:PMC9103349

Downloads

Publicado

2023-04-02

Como Citar

1.
Valença AM, Alexandre MFF, Silva AG da, Telles LE de B. O profiling criminal e sua relação com a psicologia e a psiquiatria forense. Debates em Psiquiatria [Internet]. 2º de abril de 2023 [citado 20º de maio de 2024];13:1-6. Disponível em: https://revistardp.org.br/revista/article/view/673

Edição

Seção

Editorial

Plaudit

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >>