Estudo do suicídio na população idosa do Estado de São Paulo, Brasil, segundo dados da segurança pública

Autores

  • Victor Alexandre Percinio Gianvecchio Médico Legista do Instituto Médico Legal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil https://orcid.org/0000-0002-7549-1815
  • Maria Helena Prado de Mello Jorge Professor Senior, Departamento de Epidemiologia, Faculdade Saúde Pública da Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, Brasil https://orcid.org/0000-0003-0294-4526

DOI:

https://doi.org/10.25118/2763-9037.2023.v13.712

Palavras-chave:

suicídio, idoso, epidemiologia

Resumo

Objetivo: estudar o suicídio na população idosa do Estado de São Paulo, Brasil, evidenciando as características pessoais, do evento e alguns de seus possíveis fatores de risco. Metodologia: os dados utilizados provêm da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, com base em boletins de ocorrência, complementados por informações advindas do Instituto Médico Legal. Resultados: os resultados mostraram a ocorrência de 380 mortes por suicídio de idosos, em 2015, projetando taxa de mortalidade igual a 6,7 por cem mil habitantes, com nítida predominância do sexo masculino e da faixa etária 75 anos ou mais. O enforcamento foi o método mais utilizado, seguido de intoxicação exógena, em ambos os sexos; o terceiro posto foi ocupado por arma de fogo, nos homens, e precipitação de lugar elevado nas mulheres. Conhecidos como importante fator de risco para o suicídio, os transtornos mentais, principalmente a depressão, foram mencionados em 38,2% dos casos como possíveis motivadores do ato suicida. Além disso, foram mencionadas outras patologias em 20,3% e outros problemas, tais como os de relacionamentos pessoais, perdas familiares e problemas financeiros, em 18,2% dos casos. Verificou-se também terem ocorrido tentativas anteriores de suicídio em 36 casos. Conclusões: os resultados possibilitaram estabelecer o perfil epidemiológico do suicídio nessa população, além de conhecer detalhes sobre os possíveis fatores de risco, elementos extremamente importantes quando se pensa em prevenção. Pela riqueza de detalhes, o uso dessa fonte deve ter estimulado em complementação ao Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM/MS).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Victor Alexandre Percinio Gianvecchio, Médico Legista do Instituto Médico Legal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

Maria Helena Prado de Mello Jorge, Professor Senior, Departamento de Epidemiologia, Faculdade Saúde Pública da Universidade de São Paulo, USP, São Paulo, Brasil

Referências

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados Populacionais. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2021? https://www.ibge.gov.br/

World Health Organization. Suicide in the world: global health estimates. Geneva: World Health Organization; 2019. https://www.who.int/publications/i/item/suicide-in-the-world

Brasil. Ministério da Saúde. Saúde Brasil 2014: uma análise da situação de saúde e das causas externas. Brasília: Ministério da Saúde; 2015. Suicídios consumados e tentativas notificadas no Brasil; p. 327-42. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_brasil_2014_analise_situacao.pdf

Katz C, Bolton J, Sareen J. The prevalence rates of suicide are likely underestimated worldwide: why it matters. Soc Psychiatry Psychiatr Epidemiol. 2016;51:125-7. https://doi.org/10.1007/s00127-015-1158-3 - PMID:26590856

Gatov E, Kurdyak P, Sinyor M, Holder L, Schaffer A. Comparison of vital statistics definitions of suicide against a coroner reference standard: a population-based linkage study. Can J Psychiatry. 2018;63(3):152-60. https://doi.org/10.1177/0706743717737033 - PMID:29056088 - PMCID:PMC5846963

Arya V, Page A, Armstrong G, Kumar GA, Dandona R. Estimating patterns in the under-reporting of suicide deaths in India: comparison of administrative data and global burden of disease study estimates, 2005-2015. J Epidemiol Community Health. 2020;75(6):550-5. https://doi.org/10.1136/jech-2020-215260 - PMID:33257456

Minayo MCS, Cavalcante FG. Suicídio entre pessoas idosas: revisão da literatura. Rev Saude Publica. 2010;44(4):750-7. https://doi.org/10.1590/S0034-89102010000400020 - PMID:20676565

Sousa GS, Silva RM, Figueiredo AEB, Minayo MCS, Vieira LJES. Circunstâncias que envolvem o suicídio de pessoas idosas. Interface Comun Saude Educ. 2014;18(49):[13 p.]. https://doi.org/10.1590/1807-57622013.0241

De Leo D, Draper BM, Snowdon J, Kolves K. Suicides in older adults: a case-control psychological autopsy study in Australia. J Psychiatr Res. 2013;47(7):980-8. https://doi.org/10.1016/j.jpsychires.2013.02.009 - PMID:23522934

Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). Óbitos por causas externas - São Paulo. Brasília: Ministério da Saúde; 2021? http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sim/cnv/ext10SP.def

Minayo MCS, Avanci JQ, Figueiredo AEB. Violência autoinfligida: ideações, tentativas e suicídio consumado. In: Minayo MCS, Assis SG, editores. Novas e velhas faces da violência no século XXI: visão da literatura brasileira do campo da saúde. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2017.

Gianvecchio VAP, Mello Jorge MHP. O suicídio no estado de São Paulo, Brasil: comparando dados da segurança pública e da saúde. Cien Saude Colet. 2022;27(6):2427-36. https://doi.org/10.1590/1413-81232022276.16112021 - PMID:35649029

Organização Panamericana da Saúde (OPAS). CID-10: classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionados à saúde. 8. ed. Vol. 2, Manual de instrução. São Paulo: Edusp; 2008.

Bertolote JM, Botega N, De Leo D. Inequities in suicide prevention in Brazil. Lancet. 2011;378(9797):1137. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(11)61502-X - PMID:21943699

Reis MCBS, Oliveira MLC, Reis CBS. Suicídio em idosos residentes no Distrito Federal, Brasil, no período de 2011 - 2015. Comun Cienc Saude. 2020;31(1):197-208. https://revistaccs.escs.edu.br/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/624/339

Santos EGO, Oliveira YOMC, Azevedo UN, Nunes ADS, Amador AE, Barbosa IR. Análise espaço-temporal da mortalidade por suicídio em idosos no Brasil. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2017;20(6):854-65. https://doi.org/10.1590/1981-22562017020.170115

Cavalcante FG, Minayo MCS. Autópsias psicológicas e psicossociais de idosos que morreram por suicídio no Brasil. Cien Saude Colet. 2012;17(8):1943-54. https://doi.org/10.1590/S1413-81232012000800002 - PMID:22899132

Carmo EA, Santos PHS, Ribeiro BS, Soares CJ, Santana MLAD, Bomfim ES, Oliveira BG, Oliveira JS. Características sociodemográficas e série temporal da mortalidade por suicídio em idosos no estado da Bahia, 1996-2013. Epidemiol Serv Saude. 2018;27(1):e20171971. https://doi.org/10.5123/S1679-49742018000100001

Confortin SC, Andrade SR, Cunha KS, Barbosa AR. Variation of mortality by suicide in older adults in the southern region of Brazil: 2006 to 2015. Cienc Cuid Saude. 2019;18(3):e44996. https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v18i3.44996

Palma DCA, Santos ES, Ignotti E. Análise dos padrões espaciais e caracterização dos suicídios no Brasil entre 1990 e 2015. Cad Saude Publica. 2020;36(4):e00092819. https://doi.org/10.1590/0102-311x00092819 - PMID:32267385

Choi NG, DiNitto DM, Sagna AO, Marti CN. Older women who died by suicide: suicide means, sociodemographic and psychiatric risk factors, and other precipitating circumstances. Int Psychogeriatr. 2018;30(10):1531-40. https://doi.org/10.1017/S1041610218000212 - PMID:29560840

Bertolote JM. O suicídio e sua prevenção. São Paulo: Editora Unesp; 2012.

Pinto LW, Assis SG, Pires TO. Mortalidade por suicídio em pessoas com 60 anos ou mais nos municípios brasileiros no período de 1996 a 2007. Cien Saude Colet. 2012;17(8):1963-72. https://doi.org/10.1590/S1413-81232012000800007 - PMID:22899137

Cavalcante FG, Minayo MCS, Mangas RMN. Diferentes faces da depressão no suicídio em idosos. Cien Saude Colet. 2013;18(10):2985-94. https://doi.org/10.1590/S1413-81232013001000023 PMID:24061025

Beautrais AL. A case control study of suicide and attempted suicide in older adults. Suicide Life Threat Behav. 2002;32(1):1-9. https://doi.org/10.1521/suli.32.1.1.22184 - PMID:11931007

Pinto LW, Silva CMFP, Pires TO, Assis SG. Fatores associados com a mortalidade por suicídio de idosos nos municípios brasileiros no período de 2005-2007. Cien Saude Colet. 2012;17(8):2003-9. https://doi.org/10.1590/S1413-81232012000800011 - PMID:22899141

Santos MA. Câncer e suicídio em idosos: determinantes psicossociais do risco, psicopatologia e oportunidades para prevenção. Cien Saude Colet. 2017;22(9):3061-75. https://doi.org/10.1590/1413-81232017229.05882016 - PMID:28954157

Fang F, Fall K, Mittleman MA, Sparén P, Ye W, Adami HO, Valdimarsdóttir U. Suicide and cardiovascular death after a cancer diagnosis. N Engl J Med. 2012;366(14):1310-8. https://doi.org/10.1056/NEJMoa1110307 - PMID:22475594

Fazel S, Runeson B. Suicide. N Engl J Med. 2020;382(3):266-74. https://doi.org/10.1056/NEJMra1902944 - PMID:31940700 - PMCID:PMC7116087

Hedna K, Andersson Sundell K, Hensing G, Skoog I, Gustavsson S, Waern M. Late-life suicidal behaviours among new users of antidepressants: a prospective population-based study of sociodemographic and gender factors in those aged 75 and above. BMJ Open. 2018;8(10):e022703. https://doi.org/10.1136/bmjopen-2018-022703 - PMID:30344173 PMCID:PMC6196854

Franck MC, Monteiro MG, Limberger RP. Mortalidade por suicídio no Rio Grande do Sul: uma análise transversal dos casos de 2017 e 2018. Epidemiol Serv Saude. 2020;29(2):e2019512. https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200014 - PMID:32401880

O'Connell H, Chin AV, Cunningham C, Lawlor BA. Recent developments: suicide in older people. BMJ. 2004;329:895-9. https://doi.org/10.1136/bmj.329.7471.895 - PMID:15485967 PMCID:PMC523116

Fassberg MM, van Orden KA, Duberstein P, Erlangsen A, Lapierre S, Bodner E, Canetto SS, De Leo D, Szanto K, Waern M. A systematic review of social factors and suicidal behavior in older adulthood. Int J Environ Res Public Health. 2012;9(3):722-45. https://doi.org/10.3390/ijerph9030722 - PMID:22690159 - PMCID:PMC3367273

Krug EG, Dahlberg LL, Mercy JA, Zwi A, Lozano R. Informe mundial sobre la violencia y la salud. Washington: Organización Panamericana de la Salud; 2003. La violencia autoinfligida; p. 199-225.

Brasil. Ministério da Saúde. Vigitel Brasil 2019 - vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados. Brasília: Ministério da Saúde; 2020. https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/svsa/vigitel/vigitel-brasil-2019-vigilancia-fatores-risco.pdf

Downloads

Publicado

2023-06-19

Como Citar

1.
Gianvecchio VAP, Mello Jorge MHP de. Estudo do suicídio na população idosa do Estado de São Paulo, Brasil, segundo dados da segurança pública. Debates em Psiquiatria [Internet]. 19º de junho de 2023 [citado 24º de junho de 2024];13:1-20. Disponível em: https://revistardp.org.br/revista/article/view/712

Edição

Seção

Artigos Originais

Plaudit