Alternativas terapêuticas farmacológicas para transtorno da compulsão alimentar

uma revisão sistemática

Autores

  • Natália de Oliveira Ferrarini Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0002-6615-4147
  • Izabely Lima Assunção Graduanda em Medicina, Universidade CEUMA, São Luís, MA, Brasil
  • Márcia Andréa Silva Carvalho Sombra Centro de Estudo Cyro Martins - CCYM https://orcid.org/0000-0003-0513-5337
  • Renata Reis Frizon Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0002-1856-2699
  • Vitor Hugo Gomes Araújo Especializando, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8019-3508
  • Onassis Boeri de Castro Médico, Centro Universitário Aparício Carvalho, FIMCA, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4645-4406
  • Jadhe Cristina Martins Segato Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil https://orcid.org/0000-0002-7148-9646

DOI:

https://doi.org/10.25118/2763-9037.2023.v13.438

Palavras-chave:

compulsão alimentar, farmacologia, terapia

Resumo

Evidências crescentes sugerem que a farmacoterapia pode ser benéfica para alguns pacientes com transtorno da compulsão alimentar, um transtorno alimentar caracterizado por episódios repetitivos de consumo incontrolável de quantidades anormalmente grandes de alimentos sem comportamentos inadequados de perda de peso. Diante disso, este estudo teve como objetivo avaliar a eficácia de alternativas terapêuticas farmacológicas no tratamento do transtorno da compulsão alimentar. Assim, realizou-se uma revisão sistemática a partir da seleção de estudos científicos publicados nos anos de 2017 a 2022. Com base na análise e interpretação dos dados, concluiu-se que alternativas terapêuticas farmacológicas são recursos complementares tanto no tratamento do transtorno da compulsão alimentar como de sintomas de desordem alimentar e não substitutas. Nesse sentido, o uso de medicamentos tais como fluoxetina, lisdexamfetamina e simplicifolia, aliado a outros tratamentos, como a psicoterapia, podem ser eficazes para pacientes e suas necessidades específicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Natália de Oliveira Ferrarini , Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil

Izabely Lima Assunção, Graduanda em Medicina, Universidade CEUMA, São Luís, MA, Brasil

Márcia Andréa Silva Carvalho Sombra, Centro de Estudo Cyro Martins - CCYM

Renata Reis Frizon, Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil

Vitor Hugo Gomes Araújo, Especializando, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil

Onassis Boeri de Castro, Médico, Centro Universitário Aparício Carvalho, FIMCA, Porto Alegre, RS, Brasil

Jadhe Cristina Martins Segato, Especializanda, Associação de Psiquiatria Cyro Martins, CCYM, Porto Alegre, RS, Brasil

Referências

Cauduro GN, Pacheco JTB, Paz GM. Avaliação e intervenção no transtorno da compulsão alimentar (tca): uma revisão sistemática. Psico. 2018;49(4):384-394. https://doi.org/10.15448/1980-8623.2018.4.28385

Hayes SC, Hofmann SG. Terapia cognitivo-comportamental baseada em processos: ciência e competências clínicas. Porto Alegre: Artmed; 2020.

Assis LV, Morais ACS, Meireles IS, Costa LF, Guerra MLA, Novaes MVG, Rêgo RCL. Obesidade: diagnóstico e tratamento farmacológico com Liraglutida, integrado a terapia comportamental e mudanças no estilo de vida. REAS. 2021;13(5):e6830-e6830. https://doi.org/10.25248/reas.e6830.2021

American Psychiatric Association. Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Fifth Edition (DSM-5). Arlington: American Psychiatric Publishing; 2013.

Hiluy J, Nunes FT, Pedrosa MAA, Appolinario JC. Os transtornos alimentares nos sistemas classificatórios atuais: DSM-5 e CID-11. Debates em Psiquiatria. 2019;9(3):6-13. https://doi.org/10.25118/2763-9037.2019.v9.49

Bloc LG, Nazareth ACP, Melo AKS, Moreira V. Transtorno de compulsão alimentar: revisão sistemática da literatura. Revista Psicologia e Saúde. 2019;11(1):3-17. https://doi.org/10.20435/pssa.v11i1.617

Soares RM. Trajetórias de vida de pessoas com obesidade residentes em São Paulo: vulnerabilidades e marcadores sociais da diferença. [Tese de Doutorado]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2021. https://doi.org/10.11606/T.5.2021.tde-16082021-121645

Timerman, F. Transtornos alimentares. São Paulo: Senac; 2021.

Alves, N. S. Estudo caso-controle: SNP rs6277 do gene DRD2 da dopamina na obesidade pediátrica. São Paulo: Dialética; 2022. https://doi.org/10.48021/978-65-252-5854-6

Azevedo DCS. Farmácia Trofense, Trofa e Serviços Farmacêuticos do Hospital Pedro Hispano. Unidade Local de Saúde de Matosinhos, EPE, Matosinhos. [Relatório de Estágio]. Porto: Universidade do Porto; 2021. https://hdl.handle.net/10216/144067

Himmerich H, Treasure J. Psychopharmacological advances in eating disorders. Expert Rev Clin Pharmacol. 2017; 11(1):95-108. https://doi.org/10.1080/17512433.2018.1383895 - PMid:28933969

Silva LS, Silva CC. A utilização da Griffonia Simplicifolia e Rhodiola Rosea L. em mulheres obesas com compulsão alimentar. Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. 2018;12(70):265-274. http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/691

Mattos CN. Ensaio clínico duplo-cego, randomizado, controlado com placebo, de duração de 12 semanas, para avaliar eficácia, tolerabilidade e segurança do topiramato na oniomania. [Tese de Doutorado]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2019. https://doi.org/10.11606/T.5.2019.tde-07082019-091122

Quilty LC, Allen TA, Davis C, Knyahnytska Y, Kaplan AS. A randomized comparison of long acting methylphenidate and cognitive behavioural therapy in the treatment of binge eating disorder. Psychiatry Res. 2019;273:467- 474. https://doi.org/10.1016/j.psychres.2019.01.066 - PMid:30684794

Peterson CB, Mitchell JE. Psychosocial and pharmacological treatment of eating disorders: a review of research findings. J Clin Psychol. 2019;55(6):685-697. https://doi.org/10.1002/(SICI)1097-4679(199906)55:6<685::AID-JCLP3>3.0.CO;2-Y

Araújo DA. Práticas integrativas e complementares no tratamento da obesidade. 2021. 20f. [Trabalho de Conclusão de Curso]. Goiânia: Universidade Católica de Goiás; 2021. https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/bitstream/123456789/1783/1/Pr%C3%A1ticas%20Integrativas%20e%20Complementares%20no%20tratamento%20da%20obesidade%20%283%29.pdf

Downloads

Publicado

2023-01-18

Como Citar

1.
Ferrarini N de O, Assunção IL, Sombra MASC, Frizon RR, Araújo VHG, Castro OB de, Segato JCM. Alternativas terapêuticas farmacológicas para transtorno da compulsão alimentar: uma revisão sistemática. Debates em Psiquiatria [Internet]. 18º de janeiro de 2023 [citado 1º de fevereiro de 2023];13:1-15. Disponível em: https://revistardp.org.br/revista/article/view/438

Edição

Seção

Artigos de Revisão

Plaudit

Métricas